O Fundador, Dr. José Lourenço Junior

O Senhor Dr. José Lourenço Júnior, nasceu em 22 de Dezembro de 1902, em Abiul, concelho de Pombal, filho de José Lourenço e de Constança da Assunção e morreu em 7 de Fevereiro de 1997 na sua casa na Avenida do Restelo, 14, Lisboa

Fez a instrução primária nas Escolas de Abiul e de Pombal, tendo como seus Professores Gerardo dos Reis e Cunha e Gonçalves Figueira, sendo aprovado com distinção.

Queria ser médico ou advogado, mas o pai não tinha meios financeiros para lhe dar o curso. Foi falar com o avô, o Sr. Morgado da Fonte Fria (Freixianda) que lhe disse que só o ajudaria se ele quisesse ser padre, porque os médicos “matam as pessoas e os advogados são ladrões”! -  Resignado, desistiu.

Emprega-se na farmácia de Abiul, (onde não ganhava nada). Aos 15 anos emprega-se como praticante de farmácia em Avis (Alentejo), depois numa farmácia de Lavos (Figueira da Foz), onde esteve 2 anos (tinha completado 18 anos) e depois numa farmácia na Figueira da Foz.

Posteriormente empregou-se num armazém de medicamentos também na Figueira e tirou o curso comercial e industrial nesta cidade. 

Aí veio a comprar uma farmácia na Rua da República, Figueira da Foz.

Aos 24 anos casou com a D. Otília Pessoa Murta Lourenço, filha de um farmacêutico da Figueira da Foz, Sr. António Marques Murta.

Aos 25 anos, com mais dois comerciantes seus vizinhos, compraram meio bilhete da lotaria na Casa Viola. O meio bilhete teve 200 contos de prémio. Com a sua parte neste prémio resolveu tirar o curso de direito, como desde sempre ambicionava. 

Continuando com a farmácia na Figueira, tirou o 1.º e 2.º anos do Liceu em Coimbra, apenas num ano. Aos 28 anos vendeu a farmácia na Figueira e veio para Lisboa.

Num só ano tirou o 3º, 4º e 5º anos, no Liceu Gil Vicente, obtendo distinção. No ano seguinte tirou o 6º e 7º anos no mesmo Liceu, também com distinção. Tinha 30 anos.

Aos 31 anos matriculou-se na Faculdade de Direito, fazendo o 1º ano com 14 valores, tendo acabado o curso de direito em 1936.

Na Faculdade publicou as lições de Direito Comercial do Professor Barbosa de Magalhães e as lições de Família de Sucessões do Prof. Pinto Coelho.

Foi colocado como Subdelegado do Procurador da República e como Delegado interino no Tribunal da Boa-Hora, em Lisboa, funções que exerceu por seis meses e três meses, respetivamente.

Veio a estagiar mais 9 meses em Lisboa, inscrevendo-se em seguida na Ordem dos Advogados.

Depois do estágio para advogado instalou o seu escritório na Rua Nova do Almada, 53 – 2º Dto., em Lisboa, onde passou a exercer a sua profissão.

Entretanto, a pedido de um seu condiscípulo, trabalhou como advogado em Santiago de Cacém, dois dias por semana, onde se manteve durante quatro anos, acumulando a actividade com Lisboa.

Representou os Advogados Portugueses em vários Congressos no estrangeiro, nomeadamente Buenos Aires (Argentina), Haia (Holanda) e Madrid (Espanha). Foi membro da International Lawyer Association.

Exerceu a sua atividade profissional durante 58 anos, patrocinando ações também no Brasil e Reino Unido na década de 50.

Em 1994 doou á Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores a quantia de 150 mil contos para apoiar advogados pobres e viúvas de advogados em situação difícil. Recebeu daquela entidade uma distinção honorífica.

Criou a Fundação Otília Pessoa Murta Lourenço e marido Dr. José Lourenço Júnior, cujo reconhecimento foi publicado no Diário da República de 01/04/92, Portaria n.º87/92 – 2ª série. Os seus estatutos foram alterados por despacho de 15 de Março de 1994 do Secretário de Estado da Segurança Social e por despacho de 5 de Setembro de 1994 do Secretário de Estado da Administração Interna, sendo o respectivo registo lavrado em 27 de Outubro de 1994, pela inscrição n.º21/94., a folhas 48 e 48 v.º do livro n.º5 das Fundações de Solidariedade Social, (Diário da República n.º 276 de 29/11/94, 3ª série), passando a Fundação a ser qualificada como Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS).

 

Nota – Relato sumário, em direto, transcrito como foi pronunciado, dos factos mais relevantes ocorridos na vida do Sr. Dr. José Lourenço Júnior desde os 15 anos de idade, feito em Agosto de 1996 em sua casa na Avenida do Restelo, 14 em Lisboa.

>